AvantGarde > Acontece > Tudo sobre esportivos! > Mercedes G55 AMG, off road brutal, mas com estilo

Mercedes G55 AMG, off road brutal, mas com estilo

29 de novembro de 2017 / 628 / Tudo sobre esportivos!
Facebook It
Tweet It
Pinterest It
Google Plus It

Quando a Mercedes-Benz se propõe a produzir algo, com certeza será diferenciado. Com o Mercedes classe G não foi diferente. A ideia foi de ninguém menos que o Xa do Irã na década de 70. Com seus 38 anos de vida, continua sendo modernizado e possuidor de tecnologias de ponta, além do conforto inigualável da Mercedes Benz. E por falar em conforto, conheça a versão top de linha Mercedes G55 AMG.

 

Veja nosso vídeo:

Veja também:

O QUE É AMG – MERCEDES BENZ?

MERCEDES BENZ SLK 55 AMG, A FLECHA DE PRATA

Alma militar

Durante a década de 70, o Xá do Irã, Reza Pahlavi, equivalente ao rei Persa, era um dos acionistas da Mercedes Benz e encomendou um veículo Off-road para uso militar. Em 1972 se iniciou o desenvolvimento conjunto com a Steyr-Daimler-Puch de Graz, Austria. Em 1973 o primeiro protótipo ficou pronto e começou a ser testado no deserto do Sahara e no círculo polar Ártico. Após os exaustivos e pesados testes, a produção se iniciou em 1979 na fábrica Austríaca da Puch e logo o classe G chamou atenção.

Por todo o mundo militar

Forças armadas de vários países, inclusive Alemanha e Estados Unidos encomendaram o novo carro. Como todo Mercedes, com o plus da resistência militar, o classe G caiu nas graças do público civil e se tornou sucesso de vendas. Na sua história foram várias versões, das espartanas para uso militar e de carga até luxuosas de altíssimo desempenho feitos pela Brabus e a oficial top de linha Mercedes G55 AMG.

 

A Brabus preparou uma versão com absurdos 900 cv do Mercedes G, pura brutalidade.

 

Papamóvel.

Em 1980, o Vaticano encomendou à Mercedes o classe G para servir de papamóvel. Mais tarde , após o atentado ao Papa João Paulo II, foi instalado uma proteção termoplástica à prova de balas para proteger o pontífice.

 

O Papa João Paulo II encomendou um Mercedes G para viatura oficial.

 

Operado por mais de 60 forças armadas

O Mercedes Classe G foi desenvolvido primeiramente para uso militar e é extensamente utilizado por diversas forças armadas no mundo. Praticamente todos os países europeus, inclusive a Inglaterra utilizam o Mercedes Classe G nas suas forças armadas. Até os Estados Unidos compraram para os Marines para fazer companhia aos famosos Hummers. A ONU também utiliza a versão militar em suas incursões no mundo. O Mercedes Classe G é utilizado como transporte de tropas, equipado com blindagens e possui até versões que apoiam tanques de guerra com canhões e metralhadoras. Nas forças armadas alemãs o Classe G é chamado de Wolf e é extensamente utilizado. Até a Rússia o utiliza nas suas forças policiais.

 

Um Mercedes classe G do exército da Malásia, equipado com uma metralhadora .50mm

 

Testado e aprovado na Rally mais perigoso do mundo

Em 1983, o multicampeão Jacky ICKX, acompanhado de Claude Brasseur, venceu o Rally Paris Dakar de ponta a ponta pilotando um especialíssimo Mercedes 280 GE. Ao todo 8 países cruzados: França, Argélia, Níger, Mauritânia, Mali, Burkina Faso, Costa do Marfim e Senegal. 12.000 km percorridos entre 01 e 20 de janeiro. Dos 385 competidores, sendo 132 motocicletas, 253 carros e caminhões. Somente 123 competidores cruzaram a linha de chegada(29 motocicletas, 94 carros e caminhões). Para o Mercedes 280 GE foi uma volta às origens, uma vez que seu desenvolvimento aconteceu no mesmo deserto do Sahara.

 

Jacky Ickx ganhou em 1983 o Rally Paris Dakar enfrentando o Sahara com o Mercedes 280 GE

 

Do fogo ao gelo

Em 2006, um produtor de documentários foi o primeiro estrangeiro a alcançar o ponto mais frio do mundo. Na Sibéria, dirigindo um Mercedes G500 cerca de 19000 km, enfrentou o congelante frio de -53°C. O Jipão enfrentou o frio com bravura, marcando mais um record e pontos positivos para sua indestrutibilidade. Se Napoleão e Hitler foram derrotados pelo inverno russo, o Mercedes G venceu o monstro com louvor.

 

O Mercedes G enfrentou sem medo e problemas as gélidas temperaturas do círculo polar Ártico.

 

O Mercedes G elétrico de Schwarzenegger

O ator Arnold Schwarzenegger transformou um Mercedes-Benz Classe G no “carro de seus sonhos”, tornando o modelo elétrico. Em um projeto realizado junto com a empresa austríaca Kreisel, especializada neste tipo de conversão, o ex-governador da Califórnia tornou o veículo originalmente queimador de diesel em um “carro verde”. Introduzindo baterias e motores elétricos, o carro rende 490 cavalos de potência e pode fazer de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos. Com uma autonomia de 300 km, o Mercedes pode ter 80% de sua bateria recarregada em cerca de 25 minutos, anuncia a Kreisel.

 

Austríaco como o Mercedes G, Schuwazenegger mandou fazer um Classe G elétrico, assim roda com emissões zero na Califórnia.

 

Sempre no topo da tecnologia

O Classe G foi lançado em 1979 nas carrocerias simples e alongada. Inicialmente, tinha um motor 2.3 de quatro cilindros em linha, com 90 cv e 18,5 mkgf de torque máximo. O comprador poderia optar pelo o 280 GE, com 150 cv, ou o 240 GD, com 72 cv diesel. A versão mais cara era a 300 GD, e com um motor 5 cilindros 3.0 e 88 cv. A suspensão tinha molas helicoidais e eixo rígido na frente e atrás. A tração era traseira ou nas quatro rodas,com bloqueio do diferencial traseiro e dianteiro. Era considerado um veículo compacto, com 3,95 metros na versão duas portas e 4,40 metros na quatro portas.

Sem frescuras

O Mercedes Classe G foi lançado antes da onda SUV tomar o mundo. É um off road verdadeiro e sem frescuras, apesar de extremamente confortável. A Mercedes sempre ofereceu uma extensa lista de itens de série, incluindo ar-condicionado, direção assistida, bancos revestidos em couro e rádio com toca-fitas. A qualidade do acabamento interno seguia o padrão da marca, fazendo o G rivalizar com o Range Rover. A referência em utilitários de luxo desde a primeira geração enfrentou uma concorrência forte. As novas tecnologias foram sendo implementadas ano após ano, deixando o Classe G sempre atual.

Atualizações constantes

Novas motorizações e a oferta de tração integral permanente com diferencial central foram algumas das novidades dos anos seguintes. Após atingir a marca de 100 mil unidades produzidas em 1992, o Classe G ganhou motorizações mais potentes, como a 5.0 V8 de 240 cv presente na 500 GE. Até piloto automático fazia parte de sua lista de equipamentos ainda nos anos 90.

 

O design retrô clássico do Mercedes G55 AMG escondem as mais modernas tecnologias como comando de voz, GPS, Piloto automático e muitas outras.

 

6×6, o queridinho dos Sheiks árabes

O exército Australiano encomendou Mercedes Classe G com 3 eixos e tração 6×6. A ideia foi tão exótica e bem aceita que a AMG preparou o G63 AMG 6×6. O motor V8 biturbo, cinco diferenciais para mover a tração 6×6. Com eixos portantes a distância livre do solo chega a quase meio metro. O carro vai de 0 a 100 km/h em 7 segundos e foi vendido por meio milhão de dólares. Foi sucesso de vendas e o primeiro lote acabou, obrigando à Mercedes a produzir mais unidades. Pouco mais de 100 desse modelo foram produzidos e boa parte estão nas mãos dos magnatas árabes do petróleo.

 

Derivado de uma versão solicitada pelo exército Australiano, o Mercedes G63 AMG 6×6 é um monstro com 460mm de distância do solo e conforto digno dos Sheiks Árabes, seus principais compradores

 

O especialíssimo Mercedes G55 AMG

A AMG é a preparadora oficial da Mercedes Benz e como não poderia deixar, preparou uma versão mais que especial do Classe G. Lançada em 1997 a primeira versão do Mercedes G55 AMG tinha 354cv. Em 2005 foi lançada a versão V12, o Mercedes G63 AMG com o motor do Mercedes S63 de 438 cv. A Brabus também lançou algumas versões V12 Biturbo que chegaram a 900 cv. Especialmente em 2006 a AMG preparou o Mercedes G55 AMG Kompressor com 500cv e brutais 70 Kgmf de torque. Aceleração de 0 a 100 km/h em 5,5 s e 204 Km/h de máxima. Rodas aro 18, freios a disco ventilados nas quatro rodas, controle de tração, ABS e a tração AWD dão estabilidade e segurança ao bruto.

Venha ver de perto

Um exemplar especial do Mercedes G55 AMG está disponível na AvantGarde. Como se todos os itens não fossem suficientes, esse exemplar ainda é blindado! A chance de enfrentar os perigos com o conforto digno de um Mercedes-Benz e a segurança de um tanque de guerra. Sem contar a maravilhosa sensação de poder sair do asfalto e rodar em qualquer estrada de terra ou lugares ermos e sem estrada.

 

As rodas 18 plegadas, motor de 500 cv V8 Kompressor e o escapamento duplo lateral dão o ar de esportividade clássico e robusto do Mercedes G55 AMG

Leave your comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisando de uma ajuda para escolher um veiculo?

Entre em contato