AvantGarde > Acontece > Tudo sobre esportivos! > Como funciona o sistema de vetorização de torque?

Como funciona o sistema de vetorização de torque?

9 de agosto de 2017 / 780 / Tudo sobre esportivos!
Facebook It
Tweet It
Pinterest It
Google Plus It

Como funciona o sistema de vetorização do torque?

Vetorização de torque. Observe bem a imagem acima, vamos te explicar aqui o que é.

Vetor 01

Em  V1, componente 01 da vetorização de torque, as setas indicam a quantidade de força atuante em cada roda.

Que a eletrônica está em peso nos automóveis, já não é novidade, mas alguns recursos são bem interessantes pelo simples fato de fazerem o carro andar mais rápido, com mais emoção e segurança. Conheçaagora um pouco sobre a Vetorização de Torque, um Controle de estabilidade (ESP) às avessas.

Pode ser interessante pra voê também as seguintes leituras:

Curiosidade: por que medimos a potência em HP ou CV?

Criado pela Mitsubishi no seu programa de rally, com a missão de fazer um carro mais rápido e estável, o sistema de torque vetorizado possui uma peça fundamental, um diferencial que permite a distribuição e alteração do torque nas rodas durante as curvas.

Vetor 02

Em V2, componente 02 da vetorização de torque, o diferencial está atuando em uma curva para a direita.

Com uma embreagem multi-disco de cada lado (podemos observar uma das embreagens na cor vermelha), o diferencial de torque vetorizado cumpre seu papel convencional e, além disso, consegue distribuir a força de maneira instantânea e independente para cada roda.

Para que isso seja possível, uma central recebe informações de diversos sensores que indicam dados como a velocidade das rodas, o ângulo de esterçamento da direção, a aceleração lateral, entre outros.

O computador compila essas informações instantaneamente e envia um sinal para os motores elétricos (na foto acima eles podem ser identificados pela logo do fabricante nos mesmos), os quais por sua vez irão acionar as embreagens. Ao serem acionadas, as embreagens irão transmitir o torque ideal para as rodas naquele momento.

Vetor 03

Em V3, componente 03 da vetorização de torque, temos o gráfico de momento de giro em uma Porsche.

As rodas externas receberão maior transferência de força, o que cria um momento no carro favorável à direção da curva. Vale ressaltar que todo esse processo é instantâneo, pois alem de garantir maior velocidade nas curvas, o sistema garante, junto ao ESP, maior segurança.

Em algumas estruturas mais modernas, além do diferencial, há o auxilio dos freios. A roda da parte interna da curva, geralmente as dianteiras, tem o freio levemente acionado de maneira automática, o que aumenta ainda mais o momento do carro.

Vários modelos em nosso showroom contam com Vetorização de Torque, aprecie esta experiência única.

Vetorização de torque e outros conhecimentos a gente compartilha aqui!

Veja o vídeo do nosso F Type S e seus respectivos torques:

Motor V6 3.0 V6 3.0 V6 3.0 V8 5.0 V8 5.0
Torque máximo (Nm) 450 460 460 680 700
Cilindros/válvulas por cilindro 6/4 6/4 6/4 8/4 8/4
Diâmetro/curso (mm) 84,5/89 84,5/89 84,5/89 92,5/93 92,5/93
Cilindrada (cc) 2.995 2.995 2.995 5.000 5.000
Potência Máxima (CV) 340 380 400 550 575
Raio de giro @rpm 6.500 6.500 6.500 6.500 6.500

Você pode gostar também

Os 10 carros mais caros do mundo
31 de agosto de 2018

Leave your comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisando de uma ajuda para escolher um veiculo?

Entre em contato